Canjiquinha


O Milho é rico em carboidratos e fibras, é uma ótima fonte de energia e ajuda a eliminar as toxinas do corpo, melhorando o funcionamento do organismo.

Dentre os componentes do milho, destacam-se as vitaminas A, B1 e C, o magnésio e o carotenóide. Este último composto é o que traz a cor do milho e duas de suas substâncias, a luteína e a zeaxantina, auxiliam na saúde dos olhos: elas protegem a visão dos raios ultravioletas e previnem a degeneração e até a catarata.

Assim sendo, além de nutritivo, o milho previne a ação dos radicais livres; auxilia no bom funcionamento intestinal; reduz os níveis de colesterol; reduz os níveis de glicose no sangue; previne problemas cardiovasculares; é fonte de betacaroteno, fibras e vitaminas; auxilia a metabolizar gordura mais rapidamente; auxilia no tratamento de prisão de ventre, pois melhora o trânsito intestinal e acelera a digestão; a vitamina A presente no milho proporciona mais brilho e vitalidade para a pele, as unhas e os cabelos.


A canjiquinha é uma iguaria brasileira típica do estado de Minas Gerais feita a partir de milho triturado grosseiramente até se esfarelar (a ponto de não passar por uma peneira) sendo cozido com carne de porco, carne de boi, linguiça ou frango.

Subproduto do milho, alimento que serviu de base da alimentação para os maias, os incas, índios brasileiros e para muitos imigrantes europeus que vieram para o Brasil, fugidos das guerras e da vida difícil de suas terras de origem.

Os índios foram responsáveis por difundir o milho como alimentação entre os portugueses, que o popularizaram e, ao longo do tempo, tornou-se indispensável para a base da culinária brasileira.

A canjiquinha foi por muito tempo, encarada como um alimento sem valor, porque se originava das sobras do milho e para a alimentação de pessoas pobres e dos escravos à época do Brasil Colônia. Com o tempo consagrou-se como uma iguaria típica da cozinha mineira.

Normalmente é servida em prato fundo, acompanhada de couve e pimenta.

Um prato muito simples de se preparar, delicioso e barato. Com apenas uma xícara de Canjiquinha, pode-se preparar uma panelada de uma rica  nutritiva ceia para os dias de inverno.

Ingredientes
- 1 xícara (chá) de canjiquinha
- 2 litros de água para o cozimento
- 350 gramas de molho de tomate
- 500 grama de carne moída
- 1 colher (chá) de banha de porco
- 150 gramas de toucinho defumado picado ou triturado
- 5 folhas de couve manteiga picadas ou trituradas
- 1 cebola (grande) picada ou triturada
- 1 pimentão verde picado ou triturado (opcional)
- 1 colher (sopa) de gengibre picado ou triturado (opcional)
- Hortelã (opcional)
- Temperos a gosto: alho; sal; pimenta do reino; pimenta malagueta; cheiro verde; caldo de carne.


Modo de fazer
1º - Em uma panela grande e funda, coloque a canjiquinha e a água e deixe cozinhar em fogo baixo, mexendo de tempos em tempos. Se necessitar, coloque mais água.
2º - Em outra panela, coloque a banha, o toucinho e deixe fritar.
3º - Adicione a cebola e deixe dourar.
4º - Em seguida, coloque os temperos e a carne. Refogue.
5º - Coloque seu refogado junto a canjiquinha, que já deve estar cozida.
6º - Acrescente o molho de tomate, a couve, a hortelã e o gengibre. Misture bem. Acerte o tempero. E pronto.

Bom apetite!

Nenhum comentário:

Comentários
0 Comentários

Postar um comentário

"
"
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...