Torta Capixaba

Nessa época do ano, no Espírito Santo, famílias, vizinhos e amigos se reúnem para deliciar a tradicional Torta Capixaba, preparada com frutos do mar, bacalhau e palmito.

Esse prato uma espécie de moqueca sólida, rústica e corada, que não pode faltar à mesa capixaba na Semana Santa. Ela é servida fria em pedaços, como entrada, ou quente acompanhada de arroz branco, na forma de prato principal.

Apesar de delicioso, não é muito difundido para os outros estados brasileiros. 

Nascida da tradição pesqueira e da herança das culturas indígenas e portuguesa, a torta capixaba virou um clássico da Semana Santa. Os colonizadores desembarcaram trazendo o hábito de comer bacalhoada na Sexta-feira da Paixão, quando a carne é proibida para os católicos; aprenderam com os índios capixabas a comer palmito. Os frutos do mar eram fartos e os siris estavam por todo o mangue. Juntar tudo na panela de barro foi um passo natural.

A receita tradicional recomenda cozinhar moquecas dos ingredientes separadamente (camarão, marisco, siri, bacalhau, palmito pupunha) respeitando o tempo de cozimento de cada um, e , nas tradicionais panelas  de barro confeccionadas artesanalmente por mulheres no bairro de Goiabeiras, em Vitória, com a lama extraída do manguezal. Só depois de cozidos, juntam-se todos os ingredientes, acrescenta-se ovos batidos para dar textura e estrutura à receita e leva-se ao forno para dourar.

Ingredientes

Para a base de cada moqueca
- 500 gramas de bacalhau cozido, dessalgado e desfiado
- 500 gramas de palmito pupunha cozido e picado
- 500 gramas de frutos do mar a escolher (peixe cortado em pequenos pedaços, carne de siri desfiada, camarão, sururu, ostra, mexilhão)

Temperos a gosto
- Sal
- Alho
- Pimenta vermelha
- Pimenta do reino
- Pimentão
- Tomates maduros picados em cubos
- Coentro picado
- Cheiro verde (opcional)
- Cebola cortada em pequenos cubos
- Óleo vegetal - um fio para dourar a cebola e o alho

Para a montagem da torta
- 8 ovos, sendo que se separa 3 claras para serem batidas em neve
- Ovos cozidos fatiados para enfeite
- Azeite de oliva extra virgem

Fazendo as moquecas
Prepare cada moqueca separadamente, respeitando tempo de cocção de cada ingrediente e reserve. 
É importante que sua moqueca fique o mais seca possível.
1º - Em uma panela doure o alho e a cebola em um fio de óleo
2º - Junte o restante dos temperos e misture
3º - Acrescente a base de sua moqueca (bacalhau, frutos do mar e palmito)
4º - Deixe no fogo brando até secar o caldo, mexendo de vez em quando

Montando a torta
1º - Junte todas as moquecas em um recipiente que possa ser levado ao forno. Na receita tradicional, usa- se a panela de barro.
2º - Acrescente os ovos batidos para dar textura e estrutura a torta
3º - Coloque claras em neve sobre a torta e leve ao forno até dourar

Parece complicado a primeira vista, mas na verdade trata-se de uma receita bastante simples.
Espero que gostem.
Bom apetite!


Berinjela Fácil

A berinjela é uma verdura de cor roxa escura e de sabor característico, não somente possui poucas calorias, como também proporciona diversos benefícios para a saúde.

É rica em antioxidantes, a nasunina, que confere a cor roxa à sua pele, é um potente erradicador de radicais livres. Ela também foi identificada como um protetor dos lipídeos (gorduras) nas membranas das células do cérebro.

Possui boa concentração de vitamina B5, cálcio, fósforo, potássio, ferro e fibra solúvel. A niacina (vitamina B5) protege a pele e ajuda a regularização do sistema nervoso e aparelho digestivo. Enquanto os minerais cálcio, fósforo e ferro contribuem para a formação dos ossos e dentes, construção muscular e coagulação do sangue.

Por possuir quantia significativa de água, além de não engordar, ela ajuda a desintoxicar o organismo e melhora a circulação sangüínea. Como se não bastasse, ainda possui propriedades diuréticas, o que diminui o inchaço.

Receita de Antepasto de Berinjela muito prático

Ingredientes

2 berinjelas médias
Azeitona fatiada (a gosto)
5 colheres (sopa) de molho inglês
Casca de 1 limão ralada
5 colheres (sopa) de vinagre de maçã
5 colheres (sopa) de azeite de oliva extra virgem
5 dentes de alho picados
Sal (a gosto)
2 cebolas médias cortada em cubos
Orégano (a gosto)
Alecrim (a gosto)
Pimenta (opcional)

Modo de fazer
1º - Com o auxílio de um processador, triture grosseiramente as berinjelas sem retirar a casca e deixe-as em água quente com uma pitada de sal por 5 minutos e escorra. Se preferir, pode passar as berinjelas na parte grossa de um ralador ou cortar em pequenos cubos
2º - Coloque os ingredientes com excessão do azeite de oliva em um refratário, cubra com filme plástico e leve ao microondas na potência máxima por 10 minutos
3º - Não abra a porta do microondas. Deixe descansando por mais 10 minutos
4º - Acrescente o azeite extra virgem e pronto.

Sirva com biscoito de arroz.
Bom Apetite!

Vitaminas

As Vitaminas são micronutrientes essenciais ao organismo, porém,  a maioria dos animais não consegue produzi-las em quantidade suficiente, tendo que ser obtida através da dieta. São importantes no processo de metabolismo de carboidratos, lipídios e proteínas. Por esse motivo, a ingestão de alimentos que as contenham é necessária.

No ser humano, a quantidade a ser ingerida pode variar conforme idade, sexo, estado de saúde e atividade física do indivíduo. As doses devem ser aumentadas em gestantes e lactantes, em indivíduos em crescimento ou com saúde debilitada, e mesmo trabalhadores em funções que exijam muito esforço físico. Mas, é um engano pensar que os alimentos podem ser trocados pelas vitaminas: sem a ingestão da comida, o organismo simplesmente não consegue absorvê-las.

As vitaminas são classificadas conforme substâncias que as dissolvem.
** Lipossolúveis, solúveis em gorduras: as vitaminas K, A, D, armazenadas no fígado, e a vitamina E, que é distribuída para todos os tecidos de gordura no corpo. As substâncias lipossolúveis não são facilmente excretadas pelo organismo e tendem a se acumular provocando intoxicação se ingeridas em excesso.

** Hidrossolúveis, ou solúveis em água: as vitaminas C e as do complexo B (1, 2, 3, 5, 6, 8, 9 e B12), que permanecem no corpo por um pequeno período de tempo antes de serem excretadas pelos rins e, por essa razão, devem ser ingeridas diariamente.

- Vitamina K: Componente na formação de 13 proteínas essenciais para a coagulação do sangue e envolvida na construção dos ossos. Principais fontes: alimentos verdes, como vegetais de folhas e legumes (couve, couve de Bruxelas, brócolis, salsa).

- Vitamina A: Importante antioxidante que protege células contra radicais livres.
Principais fontes: frutas e vegetais de cor forte, como cenoura, abóbora, brócolis e espinafre e gorduras amarelas de alimentos animais como fígado, ovos e leite.

- Vitamina D: É sintetizada com a ajuda dos raios solares e imprescindível para a produção de insulina e a manutenção do sistema imunológico. Ajuda na absorção do cálcio.
Principais fontes: peixes gordos como o atum e o salmão.

- Vitamina E (tocoferol): Forte antioxidante contra radicais livres; previne o câncer e doenças cardiovasculares; protege o sistema reprodutor; previne catarata; reforça o sistema imunológico; melhora a ação da insulina.
Principais fontes: óleos (girassol, amendoim), sementes de girassol, amêndoas, amendoim, vegetais de folhas verde-escuras.

- Vitamina B1 (Tiamina): Mantém sistema nervoso e circulatório saudáveis; auxilia na formação do sangue e no metabolismo de carboidratos; previne o envelhecimento; melhora a função cerebral; combate a depressão e a fadiga; converte o açúcar no sangue em energia.
Principais fontes: vegetais de folhas (alface romana, espinafre), berinjela, cogumelos, grãos de cereais integrais, feijão, nozes, atum, carne bovina e de aves.

- Vitamina B2 (Riboflaviana): Ligada à formação de células vermelhas do sangue e anticorpos; envolvida na respiração e processos celulares; previne catarata; ajuda na reparação e manutenção da pele e na produção do hormônio adrenalina.
Principais fontes: vegetais, grãos integrais, leite e carnes.

- Vitamina B3 (Nicotinamida): Aumenta a circulação; reduz triglicérides e colesterol; ajuda no funcionamento adequado do sistema nervoso e imunológico; regula o açúcar no sangue; protege o corpo contra poluentes e toxinas.
Principais fontes: levedura, carnes magras de bovinos e de aves, fígado, leite, gema de ovos, cereais integrais, vegetais de folhas (brócolis, espinafre), aspargos, cenoura, batata-doce, frutas secas, tomate, abacate.

- Vitamina B5 (Ácido patogênico : Ajuda na formação de células vermelhas do sangue e na desintoxicação química; previne degeneração de cartilagens; ajuda na construção de anticorpos; reduz colesterol e triglicérides; ajuda nas disfunções hormonais.
Principais fontes: carnes, ovos, leite, grãos integrais e inteiros, amendoim, levedura, vegetais (brócolis), algumas frutas (abacate), ovário de peixes de água fria, geleia real.

- Vitamina B6 (Piridoxina): Reduz o risco de doenças cardíacas; ajuda na manutenção do sistema nervoso central e no sistema imunológico; reduz espasmos musculares; alivia enxaquecas e náuseas; reduz o colesterol; melhora a visão; previne aterosclerose e câncer.
Principais fontes: cereais integrais, semente de girassol, feijão, soja, amendoim, aves, peixes, frutas (banana, tomate, abacate) e vegetais (espinafre).

- Vitamina B7 (Biotina): Auxilia no crescimento celular, produção de ácidos graxos e redução de açúcar no sangue; combate infecções; promove a saúde das glândulas sudoríparas, do tecido nervoso, da medula óssea, das glândulas sexuais e células sanguíneas; previne a calvície; alivia dores musculares; baixa a intolerância à insulina em diabéticos.
Principais fontes: carne de aves, fígado, rins, gema de ovo, couve-flor, ervilha.

- Vitamina B9 (ácido fólico): Manutenção dos sistemas imunológico, circulatório e nervoso; antitóxico; ajuda a combater o primeiro infarto, o câncer de mama e de cólon, parasitas intestinais e envenenamento alimentar; diminui o risco de aterosclerose  promove a saúde dos cabelos e da pele; reforça o sistema imunológico e o sistema nervoso central.
Principais fontes: fígado, rins, vegetais de folhas verdes, couve-flor.

- Vitamina B12 (Cobalamina): auxilia a síntese de células vermelhas do sangue; manutenção do sistema nervoso; ajuda no crescimento e desenvolvimento do corpo.
Principais fontes: fígado, rins, carnes, peixes, ovos, leite, queijo.

- Colina: Ajuda na memorização; controla o colesterol e as gorduras no corpo; ajuda a eliminar substâncias tóxicas e na reconstrução do fígado danificado pelo álcool. É também utilizada no tratamento do Alzheimer.
Principais fontes: lecitina de soja, gema de ovo.

- Vitamina C (ácido ascórbico): Indispensável para a síntese do colágeno; ajuda na manutenção das funções glandulares e do crescimento; manutenção dos tecidos; previne o câncer; aumenta a imunidade; protege contra infecções.
Principais fontes: frutas cítricas frescas (laranja, limão, tomate abacaxi, mamão papaia) e vegetais frescos (repolho, couve-flor, espinafre, pimentão verde).


Molho de Frango com Broto de Alfafa

O Broto de alfafa é rico em minerais e vitaminas A, B, C, D, E, K, minerais potássio, fósforo, ferro e cálcio. As vitaminas são excelentes para evitar o cansaço, fortalecer o sistema imunológico, e melhorar a coagulação sangüínea. Possui grande quantidade de fibras de baixa caloria contribuindo para melhorar a digestão e ajudar o organismo a evitar o acúmulo de gases.

A alfafa possui ação diurética diminuindo a retenção de líquidos. Além disso, ela possui efeito detox, garantindo a eliminação de substâncias tóxicas do organismo, ajudando a acelerar o emagrecimento.

Pode ser servida crua em saladas ou sanduíches, refogados rapidamente em óleo ou cozidos por 15 segundos em água fervente. Se forem fazer parte de pratos refogados devem ser acrescentados no término do cozimento.

Trago como opção de consumo uma receita bastante simples de se fazer, Molho de frango com broto de alfafa, na foto servida com macarrão de milho.

Ingredientes

400 gramas de peito de frango cozido e desfiado
1 cebola média cortada em cubos
300 ml de molho de tomate
2 colheres (sopa) de mostarda
5 Castanhas do Pará trituradas com 100 ml de água
100 ml de caldo de legumes
200 gramas de requeijão cremoso
200 gramas de creme de leite
2 colheres (sopa) de azeite extra virgem
1 fio de óleo de canola ou girassol
Broto de alfafa (a gosto)
Alho e sal (a gosto)
Alecrim, orégano e cheiro verde (a gosto)
Azeitonas (opcional)
Milho verde (opcional)
Pimenta do reino e Pimenta malagueta (opcional)

Modo de fazer

Em uma panela doure a cebola e o alho em um fio de óleo, acrescente nessa ordem o sal, cheiro verde, alecrim, orégano, mostarda, pimenta, frango desfiado, o caldo de legumes, a castanha do pará com a água (leite de castanha sem coar), molho de tomate, azeitonas, milho verde e deixe levantar fervura.
Acrescente o requeijão cremoso, misture, acerte o tempero e desligue o fogo.
Acrescente o creme de leite e o broto de alfafa, misture e pronto.

Sirva com uma massa, arroz branco ou batatas cozidas.
Bom Apetite!

Salada Primavera

A salada é uma preparação culinária composta por vários alimentos, muitas vezes com cores contrastantes, servida geralmente fria. Uma mistura de folhas verdes com legumes e, muitas vezes, frutas que dão um toque especial.

Ela possibilita uma mistura de várias cores tornando o visual bonito e atrativo. É facilmente digerida pelo organismo e proporciona uma sensação de bem estar após o consumo. Permite a combinação de diversos sabores e texturas.

Exige pouco tempo para o preparo. Pode constituir uma refeição prática. Uma mistura de sabores com baixa caloria e que fornece vitaminas, fibras, minerais e, em alguns casos, também proteínas.

Você é quem escolhe os ingredientes e determina quanto vai colocar de cada um deles. Aqui trago apenas uma sugestão de como preparar uma deliciosa salada.

Ingredientes
- Alface americana
- Tomate cereja
- Manga cortada em cubos
- Uva
- Uva Passa sem sementes
- Palmito picado
- Azeitona
- Picles de legumes variados

Modo de fazer
Misture todos os ingredientes em um refratário de vidro.
O tempero fica por conta do Picles que tem um sabor bem marcante e misturado com os outros ingredientes fica divino!

Bom Apetite!

Quiche com Massa de Grão de Bico

Quiche é um tipo de torta feita com recheio à base de ovos e creme de leite. Mas aqui trago uma receita para pessoas com intolerância ao leite e suas proteínas, para veganos e vegetarianos, e, claro, Glúten Free.

Ingredientes
- 2 xícaras (chá) de grão de bico cozido (250 gramas)
- 1/2 xícara (chá) de polvilho doce
- 1/2 xícara (chá) de água quente
- 3 colheres (sopa) de óleo de canola ou girassol
- 1 colher (café) de sal
- 1 pitada de pimenta do reino

Modo de fazer

1º - Em um processador triture o grão de bico
2º - Coloque todos os ingredientes em um recipiente e misture até formar uma massa homogênea. 
3º - Unte uma forma com óleo
4º - Coloque a massa no fundo e nas laterais de uma forma redonda. Umedeça as mãos em água morna para melhor espalhar.
5º - Leve ao forno pré aquecido a 220ºC por 10 minutos
6º - Retire a forma do forno e coloque o recheio de sua preferência
7º - Cubra com Requeijão Sem Queijo (opcional)
8º - Retorne o Quiche ao forno por cerca de 30 minutos a 220ºC
9º - Deixe grelhar por alguns minutos (opcional)
Está pronto!

Dica:
- O tempo de forno pode variar de caso a caso
- Utilize de preferencia uma assadeira redonda de aro removível para ficar mais fácil desenformar.


Sugestão para o Recheio

Ingredientes
- 1 cebola média cortada em cubos
- 1 pimentão cortado em cubos
- 4 dentes de alho
- 1 fio de óleo de canola ou girassol
- Pimenta Malagueta (a gosto)
- 1 pitada de açúcar pra realçar o tempero
- 400 gramas de peito de frango cozido e desfiado. Pode ser substituído por carne magra moída e bacalhau desfiado. No caso dos veganos, salte este ingrediente.
- Folhas de Hortelã (5 ramos)
- 1 xícara (chá) de palmito picado em cubos
- 1 xícara (chá) de champignon fatiado
- 1 lata de milho verde
- 50 ml de vinho branco (opcional)

Modo de fazer
1º - Em uma panela coloque 1 fio de óleo e 1 pitada de açúcar e doure a cebola e o alho
2º - Acrescente todos os outros ingredientes e misture
3º - Acerte o sal

Está pronto o seu recheio!
Bom Apetite!

Emagrecer ou Perder Peso?


Algumas pessoas observaram que a restrição de Glúten da dieta proporciona uma perda de peso considerável. Mas será que a pessoa está emagrecendo ou somente perdendo peso?

Perder peso é diferente de emagrecer, ou seja, perder água é diferente de perder gordura.
O corpo humano é formado por ossos, músculos, cartilagens, água e gordura. Nosso peso é determinado pela soma de todos os elementos contidos em nosso corpo, e cerca de 60% de nosso peso vem da água contida dentro e fora das células.

Assim sendo, perder peso não é igual a emagrecer.

Emagrecer significa somente a queima de gordura.
Por isso é tão importante um acompanhamento profissional quando o assunto é emagrecer com saúde.

Muitas dietas e medicamentos que prometem perda de peso em pouco espaço de tempo e sem uma mudança de hábito alimentar, na verdade está fazendo você perder água e massa muscular. Você perde peso, mas não emagrece. A gordura, fonte de armazenamento de energia de nosso corpo, é a última a ser queimada. E quando você deixa aquela dieta da moda, ou para de tomar aquele remedinho milagroso que custa uma fortuna, você só terá conseguido desequilibrar o seu metabolismo. Surge então o “Efeito Sanfona”.

Para saber se está necessitando emagrecer, os especialistas utilizam, entre outros métodos como definição muscular e relação da medida cintura quadril (RCQ), Índice de Massa Corporal (IMC) que nada mais é do que seu percentual de gordura corporal.

Como calcular o IMC

O IMC é calculado levando em consideração o peso e altura. Para saber se você está no peso ideal, é preciso observar as seis faixas de valores:
abaixo de 18,5 = abaixo do peso
18,5 a 24,9 = peso normal
25 a 29,9 = acima do peso (sobrepeso)
30 a 34,9 = obesidade grau I
35 a 39,9 = obesidade grau II
acima de 40 = obesidade grau III

É muito fácil calcular o IMC, basta utilizar a seguinte fórmula:
IMC= peso (quilos) ÷ altura² (metros)
Por exemplo, se uma pessoa pesa 75 kg, e mede 1,70 m:
IMC= 75 ÷ 1,70²
IMC= 75 ÷ 2,89
IMC= 25,95

Isso significa que essa pessoa está com sobrepeso.

E o que fazer para emagrecer?

A resposta é muito simples.
Ingira menos calorias do que você é capaz de queimar e procure atividades e alimentos que aceleram o metabolismo, além de evitar hábitos e alimentos que fazem seu metabolismo diminuir.

Aqui vai umas dicas:

1ª - Pratique exercícios físicos regularmente, mas procure aquele que te proporcione prazer, e não, o que o seu vizinho pratica. A prática regular de exercícios físicos é capaz de aumentar o seu metabolismo, mesmo depois de ter terminado a atividade.

2ª - Tome bastante líquido, principalmente água.
Manter o corpo hidratado acelera o metabolismo além de proporcionar uma sensação de saciedade e fazer com que coma menos.

3ª - Procure introduzir no seu cardápio alimentos termogênicos, aqueles que vão ajudar na queima calórica.

4ª - Além de termogênicos, ainda existem aqueles que aumentam o seu metabolismo, assim como o exercício físico.

5ª - Evite hábitos e alimentos que diminuem o metabolismo

Alimentos que aumentam o metabolismo 
1 - Maçã
Além de aumentar o metabolismo, a maçã é um alimento de baixa caloria.

2 - Pimenta
Sua ingestão eleva a temperatura do organismo, aumentando o gasto calórico em até 20%. A capsaicina presente na pimenta aumenta a atividade do sistema nervosos simpático, afetando o comportamento da ingestão alimentar, o que pode diminuir o desejo de ingerir proteínas, carboidratos e gorduras auxiliando no emagrecimento. Além disso seu consumo previne o acumulo de gordura na região abdominal.

3 - Carnes magras
As proteínas prestes na carne têm digestão lenta, evitando com que seu corpo libere grandes quantidades de insulina de uma só vez, o mesmo que ocorre com os carboidratados de baixo índice glicêmico, fazendo seu organismo trabalhar mais no processo digestivo aumentando seu metabolismo aumentando a sensação de saciedade.

4 - Gengibre
O Gengirol, uma das substâncias ativas presentes no gengibre, contribui com várias ações benéficas fazendo com que ele seja antioxidante, antifúngico, anti-inflamatório, analgésico, antipirético e inibidor da agregação das plaquetas evitando o aparecimento de trombos. Possui ainda,  ação cardiotônica, efeito protetor de células nervosas contra doenças degenerativas e atividade protetora contra câncer. O gingerol também é conhecido por sua ação termogênica, auxiliando na perda de peso para quem procura emagrecer.

5 - Canela
A canela atua no esvaziamento gástrico ajudando a segurar mais a fome ao longo do dia, evitando a vontade de comer doces e ainda tem grande ação anti-fúngica, anti-bacteriana e anti-parasitária.

6 - Mostarda
Alimento termogênico que aumenta a temperatura do corpo e acelera a queima de gordura.

7 - Alimentos ricos em cafeína - Sem exagero para não causar mais danos que benefícios.
Café, Chá Mate, Chá Preto, bebidas a base de Cola, Guaraná em pó, e também no grande vilão… Chocolate
A cafeína é uma substancia estimulante, extremamente solúvel em água quente, não tem cheiro e apresenta sabor amargo.
Seu consumo exagerado pode causar sérios danos ao organismo por ser uma droga psicotrópica. Ela age no sistema nervoso autônomo como estimulante, aumentando o metabolismo e produzindo um estado de excitação. Mas assim como ela produz esta sensação de energia e disposição, ela também pode provocar maior irritabilidade e ansiedade em algumas pessoas. Além do mais, ela pode causar dependência física e causar sintomas desagradáveis tais como fortes dores de cabeça, náuseas e dores no estômago.
A cafeína não apenas estimula o sistema nervoso central, mas também pode atuar no organismo como um antidepressivo leve, elevando a produção de determinados neurotransmissores (serotonina, dopamina e noradrenalina) no cérebro. 
(fonte: Harvard Gazette, julho de 2013)

8 - Alimentos ricos em Ômega 3
Peixes, a Pele do Peixe, Frutos do Mar, a Gema do Ovo, Linhaça, Chia, Nozes, Avelã, Amêndoa, Castanhas, Óleo de Canola, Alface, Soja, Espinafre, Brócolis, Couve, Pepino.

Hábitos e alimentos que diminuem o metabolismo

1 - Comer em horários indefinidos

2 - Dormir pouco

3 - Ficar muito tempo em uma só posição

4 - Dietas muito restritas, assim como ficar uma longo período de tempo sem se alimentar

5 - Alimentos com pesticidas organoclorados. Pesquisadores canadenses descobriram que pessoas em dieta que possuem níveis maiores de organoclorados, que são armazenados na gordura corporal, sofrem uma queda maior do metabolismo, provavelmente porque a substância interfere com o processo de queima de energia.

6 - Refrigerantes diet e light. A concentração de sódio presente nessas bebidas é prejudicial para o metabolismo.

7 - Bebidas alcóolicas. Ao ingerir álcool, ele é o combustível utilizado, e então seu metabolismo desacelera e você queima menos gordura.

8 - Alimentos ricos em gordura, como as frituras e carnes gordas.

9 - Alimentos com alto índice glicêmico.

10 - Os alimentos industrializados, ricos em conservantes, que são considerados toxinas para o corpo. Além disso, alguns, como a salsicha, contêm corantes, igualmente prejudiciais para o metabolismo.

11 - Fast Foods são alimentos muito ricos em gorduras saturadas, gorduras trans, carboidratos de alto índice glicêmico.

Torta de Legumes e Sardinha, Sem Glúten e Sem Lactose

Uma torta nutritiva, repleta de alimentos termogênicos, Ômega 3, provida de ácido hialurônico, deliciosa e fácil de fazer.

Ingredientes

Massa
- 2 xícaras (chá) de água
- 4 ovos
- 1 xícara (chá) de óleo
- 2 xícaras (chá) de polvilho doce
- 2 xícara (chá) de farinha de batata doce
- 2 xícaras (chá) de farinha de arroz
- 1 colher (sopa) de fermento químico

Recheio
- 1 lata de milho
- 1 lata de ervilha
- 2 cenouras médias raladas
- 2 cebolas médias picadas em cubos ou trituradas
- 1 pimentão verde picado
- 2 latas pequenas ou 1 grande (cerca de 250 gramas) de sardinha com molho de tomate
- 2 colheres (sopa) de uva passa sem semente
- 1 maçã picada em cubos
- Palmito picado (a gosto)
- Champignon fatiado (a gosto)
- Azeitonas (a gosto)
- Cheiro verde (a gosto)
- Hortelã picada (a gosto)
- Pimenta vermelha (a gosto)
- Pimenta do reino (a gosto)
- 2 colheres (sopa) de açafrão
- 1 colher (sopa) de gengibre picado
- Alecrim desidratado (a gosto)
- Sal (a gosto)
- Alho triturado (a gosto)
- 1 fio de óleo de canola ou girassol
- Bacon em cubos (a gosto)

Modo de fazer
1º - Prepare o recheio, primeiro dourando no fio de óleo com o bacon, a cebola e o alho, acrescente os ingredientes, acerte o tempero e reserve.
Não é necessário colocar água ou deixar ferver.
2º - Prepare a massa misturando todos os ingredientes
3º - Despeje metade da massa em um refratário
4º - Coloque o recheio
5º - Cubra com o restante da massa
6º - Leve ao forno pré-aquecido a 220ºC por cerca de 40 minutos
7º - Regue com azeite extra virgem ou um molho de sua preferência, enfeite e sirva.

Bom Apetite!

O Segredo da Pele Jovem e Saudável

Ácido Hialurônico, Vitamina C, tomar bastante água, proteção contra aos raios UVA e UVB, uma alimentação saudável e balanceada.

O segredo da pele jovem e saudável, livre de rugas e manchas.

O Ácido Hialurônico é uma substância líquido-viscosa, uma molécula de água gelificada abundante em crianças pequenas e mulheres que ainda produzem estrogênio, altamente solúvel, que preenche os espaços entre as células.

Ele atua ajudando a prevenir a integridade das fibras de colágeno, proteína essencial na manutenção da elasticidade da pele.

É encontrado nos olhos, nas articulações e nas válvulas do coração e principalmente na pele, e tem a função de lubrificar e proteger essas estruturas.

O ácido hialurônico têm a capacidade de reter água entre as células da pele conferindo volume, sustentação, hidratação e elasticidade ao órgão. Atualmente, é comumente usado para fins estéticos, diminuindo as rugas.

Além das propriedades lubrificantes que proporcionam uma aparência sedosa e suave a pele. Quando aplicado na pele, forma uma camada que protege e hidrata.

Naturalmente produzido por nosso organismo, sua produção diminui com a idade. Conforme o corpo envelhece, a quantidade endógena do ácido diminui. Rugas começam a aparecer na pele e a vista e as articulações começam a apresentar sinais de envelhecimento.

Tomar bastante água durante o dia é uma forma de retardar a perda, tanto do ácido hialurônico, quanto do colágeno e de outras substâncias benéficas à pele.

Pode ser utilizado sob a forma de cremes, gel, e injeções na derme ( neste caso deve ser feito por profissional médico qualificado, pois uma aplicação irregular pode levar a efeitos colaterais, não desejados).

Também é encontrado em alguns alimentos, principalmente na batata doce roxa. É também encontrado em carnes vermelhas; óleo de fígado de bacalhau; frutas e vegetais ricos em vitamina C, tais como: brócolis, kiwi, caqui, couve e morangos; especiarias e pimentas, como salsa, coentro, pimentão verde e vermelho.

Juntamente com a Vitamina C, ele é essencial para manter a pele saudável e jovem.

A vitamina C é um agente antioxidante que previne danos causados pela radiação solar e envelhecimento, que causam ressecamento da pele, linhas de idade e rugas. Atua também como clareador, evitando e clareando manchas na pele. A atividade clareadora da vitamina C têm a capacidade de inibir a produção de melanina, inibindo o caminho da tirosinase pela ação quelante de algumas enzimas e também por reduzir a melanina oxidada, clareando a coloração escura obtida.

Aplicar Vitamina C na pele topicamente é até 20 vezes mais efetivo que tomá-la oralmente e ainda ajuda a combater e até a reverter o efeito temporal na sua pele, porque produz colágeno que é a proteína que faz a pele parecer tonificada e firme.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...