Alho

O Alho (Allium sativum) é uma hortaliça muito consumida mundialmente, isso se deve ao seu uso como condimento e também como planta medicinal. Poucas plantas são tão completas, têm tantas propriedades saudáveis e estão ao alcance de todos, como o alho.

O Alho tem sido utilizado medicinalmente durante milhares de anos. Muitas culturas diferentes têm aprendido a usar o alho pelos seus benefícios para o sistema imunológico e sua capacidade de combater infecções. Ele é utilizado desde a antiguidade como remédio, sendo usado no Antigo Egito na composição de vários medicamentos. Suas propriedades antimicrobianas e os seus efeitos benéficos para o coração e circulação sanguínea já eram valorizados na Idade Média. Possui um ótimo valor nutricional, possuindo vitaminas (A, B2, B6, C), aminoácidos, adenosina, sais minerais (ferro, silício, iodo) e enzimas e compostos biologicamente ativos, como a alicina. Infelizmente, cozinhar alho a alicina. No entanto, ainda assim permanecem vários benefícios para a saúde.

Além de ajudar o sistema imunológico, o alho tem vários efeitos positivos sobre a saúde do coração. Diminui os níveis de colesterol, ajuda a controlar pressão arterial, reduz o risco de infarto agudo do miocárdio, previne o câncer e também reduz os sintomas em pacientes com câncer. Também se atribui ao alho a capacidade de prevenir resfriados e outras doenças infecciosas, e de tratar infecções bacterianas e fúngicas. Auxilia na eliminação de toxinas melhorando desempenho renal. Sua utilização em problemas dermatológicos é devido ao seu efeito bacteriostático, antifúngico, cicatrizante e adstringente, combatendo calos, verrugas, sarnas, manchas de pele, dermatopatias, úlceras, entre outros.

É considerado um alimento potencialmente funcional, pois contém em sua composição substâncias biologicamente ativas, que lhe conferem cor, sabor, odor e ainda atuam na proteção contra a ocorrência de disfunções metabólicas e fisiológicas.  A maioria dessas substâncias atua como antioxidante prevenindo a ação dos radicais livres. Os fitoquímicos podem ser compostos sulfurados e não sulfurados que possuem várias funções benéficas para o organismo.


Balbach, A., Boarim, D. As Hortaliças na Medicina. 2a ed., p.69-75, 1992.
Anjo, Douglas Faria Corrêa. Alimentos funcionais em angiologia e cirurgia vascular. J Vasc Br, Jaguará do Sul, v.3, n.2, p.146-152, 2004.

Nenhum comentário:

Comentários
0 Comentários

Postar um comentário

"
"
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...